Margarida conta Malasartes

Espetáculo de Teatro de Rua que usa a narração de histórias e a linguagem de Teatro de Animação sobre o personagem folclórico Pedro Malasartes. Suas histórias são contadas através da personagem mineira Margarida que chega trazendo uma mala e de dentro dela tira personagens em forma de adereços e objetos que a ajudam a contar as histórias de Pedro Malasartes para um público de todas as idades. 

São três histórias adaptadas e cada história foi definida com uma técnica.

A primeira história já é conhecida do público “Sopa de Pedra” sobre uma velha “miserável, mão de vaca, muquirana,” que acaba contribuindo com alimentos para a sopa. Contada de uma forma divertida usando adereços/figurinos que dão toda característica aos personagens. 

A segunda história “Panelinha de Pajé” Pedro se depara com bandidos e mais uma vez usa das suas artimanhas. Essa história é contada através de uma adaptação do Teatro de Brinquedos (Técnica de papel e varetas).

A terceira história “Porcos atolados” é quando Pedro consegue um emprego na fazenda do Coronel Tibúrcio, como cuidador dos porcos reprodutores. O coronel engana o Pedro no seu salário e ele resolve aprontar com o Coronel. Essa história é contada com a participação em cena do público.

Créditos das fotos: Pirapora Estúdio

Linha

Art&Matinê

Art&Matinê é um Ponto de Encontro Cultural gratuito que agrega a família e seus amigos, buscando locais alternativos, como praças, Espaços Culturais e parques.

Temos dois eventos: Art&Matinê e Art&Matinê kids

O diferencial do evento é proporcionar um Espaço kids, com piso emborrachado para os bebês e crianças, baú com brinquedos e monitores auxiliando e brincando junto.

Multiações:

Shows musicais direcionados para os adultos, Gastronomia natural, Performance de Teatro, Dança e Circo, Atividades infantis. 

Créditos das fotos: Pirapora Estúdio

Linha

Doutores Fuxicos

“Doutores Fuxico” leva a arte do palhaço – e toda sua poesia, o transformar, a humanização, a suavidade e a alegria – ao mundo Hospitalar.

Depois de participar de diversos cursos de Clown/palhaço em São Paulo e Minas Gerais, Drika Rossi foi membro da Associação Amigos do Nariz Vermelho que desde 2006 mantém um contrato de atuação com palhaços em parceria com o Hospital das Clínicas-SP, tendo como projeção documentada ao longo de mais de 13 anos, o atendimento a aproximadamente 300 mil pessoas, considerando que o HC recebe atualmente em torno de 30 mil pessoas/dia em seus diversos corredores e salas de atendimento clínico.

As atuações no ambiente hospitalar são realizadas junto a pacientes que aguardam o atendimento ambulatorial, no pronto socorro, quimioterapia, entre outros espaços.

Grande parte das pessoas que os palhaços interagem, são formadas principalmente por um público de baixa renda, que tem pouco, ou nenhum, acesso à cultura e a essa linguagem teatral.

A essência desse projeto é oferecer a cultura a arte do palhaço à um público que não pode se deslocar até um teatro ou um circo.

Assim foi criado o projeto “Doutores Fuxico” para proporcionar a população de Poços de Caldas, a mesma vivência da capital.

E por esses motivos que o projeto é tão importante para esse público, onde os resultados a serem atingidos trarão uma recuperação positiva a pacientes refletindo diretamente aos acompanhantes e equipe docente. E assim iniciando a formação de plateia.

PROJETO APROVADO PELA LEI DE INCENTIVO A CULTURA - ROUANET

Linha

Uai, cadê? Espetáculo para Bebês

“Uai, cadê?” É um espetáculo de teatro para bebês de 0 a 3 anos, que usa a linguagem da manipulação de objetos e da música para ter acesso ao lúdico e criar uma nova experiência.
Espetáculo de teatro para bebês requer muita pesquisa em campo, que estão sendo concretizadas em vários berçários de escolas infantis e creches da cidade de Poços de Caldas que colaboram para esse laboratório.
E toda essa pesquisa se transforma em cenas que vão sendo construídas juntamente com as memórias da infância do elenco do espetáculo.

Elenco – Drika e Luciana Rossi
Músico, Produção e Composição Musical – Marcos Bombardelli
Direção Geral – Sandra Vargas
Direção Cênica – Luiz Fernando Gonçalves
Direção Musical – Fernanda Dearo
Direção de Produção – Fiandeiras Produtora Cultural Ltda

Apoio:

  • Grupo Sobrevento
  •  Vivace - Movimento Artístico Musical 
  • Cirandinha Educação Infantil
  • Criativa Idade Sistema Educacional

 

Linha

“ALUMIA” - 1o.Encontro de Contação de Histórias de Poços de Caldas

“ALUMIA -1o.Encontro de Contação de Histórias de Poços de Caldas” é um encontro de contadores de histórias que promove narrativas orais, oficinas gerando ação cultural, focalizando a arte da palavra.

“Com as histórias o narrador, educa, possibilita compreender sentimentos, oferece meios para desenvolver a faculdade do pensamento: atenção, memória, imaginação, julgamento, capacidade de educação e de abstração. O narrador usa recursos como a surpresa, a curiosidade, busca construir uma relação de confiança”. (Gislayne Avelar Matos)

A narrativa vai muito além de contar histórias, é uma ferramenta de comunicação, de fazer sonhos e criar seres humanos melhores.

Projeto aprovado pela lei de incentivo a Cultura - Ruanet

Qualquer empresa pode contribuir com o projeto dando parte do Imposto de Renda (IR) devido para ações culturais. Isso porque as empresas podem escolher o destino do imposto a pagar. Basta ser de lucro Real.

 

 

Linha

Só se for a Dois

Stand Up musical sobre uma história de amor contada e cantada pelos protagonistas, com suas lembranças, confidências e divertidas coincidências, misturando música, teatro e uma pitada de comicidade.​

Linha

Livro Musical Família Bicho

O livro foi pensado para o público da primeira infância, crianças com idade entre 0 a 3 anos, pais, professores, educadores sociais, psicólogos, arteterapeutas, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais e demais profissionais da educação e saúde que trabalhem com crianças desta faixa etária. A temática do livro gira em torno das diferenças e particularidades de alguns animais, contadas em versos rimados, curtos e também em músicas, onde cada animal tem a sua própria canção. A história se encerra mostrando que mesmo com tantas diferenças entre si, eles pertencem a uma só família. Vivendo com respeito mútuo e tolerância.

Linha